Tiago Lopes, subchefe de cozinha do Vila Foz Hotel & Spa, no Porto, é o vencedor da primeira etapa regional da 31.ª edição da competição Chefe Cozinheiro do Ano 2020, que decorreu hoje, na Escola de Hotelaria e Turismo do Porto.

O vencedor apresentou um menu completo composto por Creme de Salmonete (Sopa), Pescada de Póvoa com Migas de Lafões (Prato de Peixe), Cabrito Assado à Moda de Leitão (Prato Tradicional de Carne) e Pudim de Pão (Sobremesa).

”Vencer é um resumo de meses de trabalho, muito sacrifício e horas sem dormir. É uma primeira etapa ganha, agora vem a final que será mais difícil Vou ter de trabalhar ainda mais para poder superar o desafio”, afirmou Tiago Lopes.

Em 2º e 3º lugar ficaram, respectivamente, Tony Martins do Jase Hotels & Resorts e Hugo Portela do Digby Restaurante & Bar.

A equipa de júri foi composta pelos chefes António Bóia [presidente de júri] (JNcQUOI, Lisboa), Ricardo Costa (The Yeatman, Vila Nova de Gaia), António Loureiro (A Cozinha, Guimarães) e Paulo Pinto (ACPP, Lisboa).

Ao mesmo tempo, realizou-se na FIL, em Lisboa, o seminário “Gerir um Negócio da Restauração” com Paulo Amado, director do concurso. No evento foram abordados dois temas principais: “Conceitos de Restauração” e “Tecnologia ao Serviço da Restauração”. Segundo o director, “é interessante ver como se foram adaptando as novas ideias de restauração a conceitos de futuro. Por outro lado, também é de registar a maneira como a tecnologia tem vindo a conseguir contribuir para a diversidade e a criação de uma inter-relação entre diferentes conceitos de restauração”.

Os próximos seminários abordarão outros temas como a “Gestão de Pessoas” e a “Promoção de um Restaurante” e irão realizar-se nos mesmos dias das etapas regionais Sul, em Setúbal e Centro, em Coimbra, a 17 e a 25 de Novembro. Já a final nacional está marcada par dias 7 e 8 de Fevereiro de 2021, na Feira Internacional de Lisboa.

O Chefe Cozinheiro do Ano é, actualmente, o maior concurso nacional de cozinha para profissionais, cujo objectivo primordial passa pela valorização dos cozinheiros em Portugal. Em 2020, conta com o patrocínio principal da Makro, da Estrella Damm e da Icel. Conta também com o patrocínio do Arroz Bom Sucesso, da Lava e da NX Hotelaria. Tem ainda a parceria da Prochef, Gresilva, Carne Mertolenga, Bonduelle, Rational e Dry Ager. O parceiro institucional é a Feira Internacional de Lisboa. Tem ainda como apoio institucional as Escolas do Turismo de Portugal, ACPP, Rede-T, Chaîne des Rôtisseurs e Mar Portuguez. A Organização é da INTER Magazine.