Após a realização das três etapas regionais, são já conhecidos os seis finalistas da 31ª edição do concurso Chefe Cozinheiro do Ano. Os concorrentes vão disputar a Final Nacional ao vivo, que acontece nos dias 7 e 8 de Fevereiro, na Feira Internacional de Lisboa, em Lisboa.

Os finalistas são:

Tiago Lopes – Vila Foz Hotel & Spa, Porto

Marco Almeida – Hotel Quinta das Lágrimas, Coimbra

Flávio Silva – Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra

Tony Martins – Jase Hotels & Resorts, Porto

Cristina Fernandes – Restaurante Sála, Lisboa

Hugo Portela – Digby Restaurante & Bar, Porto

Os concorrentes suplentes são:

Luís Filipe Reis – Hotel Verride Palácio de Santa Catarina, Lisboa

Daniela Polido – Restaurante Celmar, Sesimbra

Conheça aqui a tabela geral de pontuações.

O vencedor da Final Nacional, para além de se juntar ao restrito Clube CCA, composto por todos os Chefes Cozinheiros do Ano, receberá:

  • Um cheque Makro de 1.000€ (Valor monetário);
  • Uma viagem gastronómica a Barcelona, participação em apresentação de Férran Adriá com visita aos restaurantes de Ferrán e Albert Adriá e jantar no “Tickets”;
  • Um cheque-oferta de 6.500€ (IVA incluído) em produtos NX Hotelaria;
  • Uma Dry-Ager DX500 com pack de acessórios;
  • Uma visita dos 6 finalistas à fábrica Rational, na Alemanha.

O Chefe Cozinheiro do Ano é o maior concurso nacional de cozinha para profissionais, cujo objectivo primordial passa pela valorização dos cozinheiros em Portugal. Em 2020, conta com o patrocínio principal da Makro, da Estrella Damm e da Icel. Conta também com o patrocínio do Arroz Bom Sucesso, da Lava e da NX Hotelaria. Tem ainda a parceria da Bonduelle, Carne Mertolenga, Dry Ager, Gresilva, Prochef e Rational. O parceiro institucional é a Feira Internacional de Lisboa.
Tem ainda como apoio institucional as Escolas do Turismo de Portugal, ACPP, Rede-T, Chaîne des Rôtisseurs e Mar Portuguez. A Organização é da INTER Magazine.